NOVIDADES

Consumir alimentos de latas amassadas faz mal a saúde?

Muita gente acredita que alimentos em latas amassadas representam riscos à saúde. Porém, a Abeaço (A Associação Brasileira de Embalagem de Aço) esclarece que a lata de aço tem uma película interna elástica que não se rompe e se molda à embalagem sem prejudicar a qualidade dos alimentos. As latas ainda representam uma opção sustentável, pois preservam todo do sabor e as características nutricionais dos alimentos, além de conservá-los por mais tempo e serem 100% recicláveis.

Saiba mais porque enlatados são saudáveis, seguros e protegem a natureza.

Toda essa suspeita surgiu, pois há muito tempo, as embalagens eram envernizadas de outra forma, e ao amassar, havia a possibilidade do destacamento do verniz contaminar o alimento por migração de metais da lata ou por contaminação microbiológica, causada por microfuros na embalagem.

Mas hoje em dia, a tecnologia mudou e as latas se tornaram um meio bastante seguro para consumir, transportar e envasar alimentos, se tornando uma das melhores embalagens para alimentos

Valor nutritivo 

Também segundo a Abeaço, alimentos conservados em latas tem o valor nutritivo maior do que os cozidos em casa. Um exemplo disso, é o licopeno do tomate, que contém propriedades anti-cancerígenas e são acentuadas nos molhos, extratos e polpa semi-prontas. Pelo seu processamento e ausência de conservantes ou aditivos químicos, os alimentos conservados em latas mantém suas propriedades (nutrientes, vitaminas e proteínas) sem falar do sabor natural e o frescor do alimento. Além disso, o processo de fabricação destrói os micro-organismos, além de eliminar 99% os resíduos de pesticidas. 

A embalagem de aço também, diferente das transparentes, protege o produto do contato com a luz e o oxigênio, que são responsáveis por destruir algumas propriedades dos alimentos, por acelerar reações química, alterando sua cor e consistência.

Tipos de alimentos e suas embalagens

Lácteos – O acondicionamento em latas de produtos lácteos, como o leite em pó, leite condensado e creme de leite é a melhor opção, por manter a proteção contra luz, oxigênio e água. Além do tempo de duração ser bem maior que os lácteos embalados em caixinhas.

Óleos – De acordo com engenheiros de alimentos, a invasão do plástico na conservação do óleo de cozinha foi a pior coisa que aconteceu. A penetração da luz nas embalagens provoca a oxidação do óleo, que é responsável pelas alterações dos alimentos ricos em gorduras, causando alteração na cor, sabor, aroma  e consistência dos alimentos, além de cheiro e sabor de ranço.

Atomatados – Estudos comprovam que molhos e polpas de tomates conservados são componentes muito nutritivos, assim como água, vitaminas e os sais minerais que fazem bem ao coração, anemias e circulação dos rins. Mas só os alimentos acondicionados em latas de aço mantém essas propriedades, por estarem livres da ação de micro-organismos, mantendo o licopeno, ácido fólico, cálcio e potássio da fruta.

Pescados – Os pescados são embalados, praticamente só em latas de aço. Trata-se de um produto perecível em menor espaço de tempo e mais propenso a perdas pelo manuseio e transporte, daí a preocupação com o acondicionamento. 

Dessa forma, a lata de aço se configura como padrão de qualidade mundial, garantindo ao consumidor um produto com nutrientes e sabor originais como foram embaladas nas fábricas. 

Fontes:
http://www.almanaquesos.com
http://www.acobrasil.org.br
http://www.abeaco.com.br/